Dietas vegetarianas na infância: o que é importante saber?

A dieta vegetariana, quando bem balanceada, é capaz de promover crescimento e desenvolvimento adequados às crianças e adolescentes.

0
158

Nos dias atuais, é muito comum conhecermos pessoas que adotam as dietas vegetarianas na sua rotina alimentar. No entanto, dúvidas em relação a adoção dessas dietas na infância, principalmente com relação a sua segurança e se, esse tipo de dieta oferece o aporte nutricional adequado para esta fase da vida são recorrentes.

Antes de entrarmos na questão da segurança da dieta vegetariana para crianças, é importante relembrar o que caracteriza este tipo de dieta e quais os tipos, que você pode conferir no nosso post anterior.

Pesquisas recentes têm demonstrado resultados importantes relacionados a adoção da dieta vegetariana para a saúde de bebês e crianças.

Em um estudo publicado pela revista Nutrients, em 2018, os pesquisadores avaliaram o perfil sérico de adipocinas (leptina, receptor de leptina solúvel – sOB-R-, adiponectina, resistina, visfatina, vaspin e omentina) em 117 crianças pré-púberes vegetarianas e onívoras, sendo, 62 crianças vegetarianas e 55 crianças onívoras, com idade entre 5 a 10 anos.

Os vegetarianos apresentaram menor (p = 0,017) relação leptina / sOB-R e menores concentrações séricas de resistina (p = 0,051), em comparação aos onívoros. Sendo assim, o estudo evidenciou que uma dieta vegetariana bem planejada pode contribuir beneficamente para o perfil de adipocinas e o estado inflamatório em crianças pré-púberes.

Em outro estudo publicado pelo American Journal Clinical Nurition, em 2010, já indicava que uma dieta à base de plantas parecia ser uma abordagem sensata para a prevenção da obesidade em crianças, uma vez que na análise de diferentes estudos, os pesquisadores identificaram que as crianças vegetarianas são mais magras e a diferença de IMC se torna ainda maior durante a adolescência.

E como deve ser a alimentação da criança vegetariana?

Primeiro, vamos falar sobre a introdução alimentar! Segundo o Manual da Sociedade Brasileira Vegetariana, no período de introdução alimentar (6 a 12 meses), é importante oferecer alimentos dos grupos dos cereais (batatas, arroz integral, quinoa, milho, mandioca, cará, inhame, trigo (macarrão integral), amaranto, cevada e aveia em flocos) não sendo necessário oferecer mais do que um alimento desse grupo.

Já as leguminosas (feijão, soja, grão de bico, lentilha) devem ser oferecidas em duas porções ao dia nas refeições principais (almoço e jantar).

Os legumes, as hortaliças e verduras também devem ser oferecidos nas duas refeições principais.

Algumas observações são importantes:
  • Todos podem ser oferecidos frequentemente, exceto o espinafre e a acelga, pois são ricos em ácido oxálico, que inibe a absorção de cálcio.
  • Os vegetais de coloração alaranjada (cenoura, abóbora e batata doce) devem ser oferecidos três vezes na semana para atingir a necessidade de betacaroteno.
  • Alimentos verdes-escuros (agrião, brócolis e couve), fontes de cálcio, como o devem ser oferecidos pelo menos quatro vezes na semana.

Ainda, segundo a SVB, é importante incluir azeite nas preparações, atingir a quantidade adequada de lipídios (gordura), necessários à nutrição do bebê.

E ainda, é importante oferecer junto a refeição principal, uma fruta com maior teor de vitamina C (laranja, acerola, abacaxi, morango, goiaba etc.), pois ela auxilia na absorção do ferro não heme presente nos alimentos vegetais.

Dessa forma, os nutrientes essenciais, como cálcio, ferro e zinco, são oferecidos em quantidades adequadas, além dos carboidratos, das proteínas e das gorduras.

Quer saber mais sobre esse tema? Continue nos acompanhando pois ele será nosso foco durante essa semana!

 

Referências bibliográficas:

Ambroszkiewicz, J.; Chełchowska, M.; Rowicka, G.; Klemarczyk, W.; Strucińska, M.; Gajewska, J. Anti-Inflammatory and Pro-Inflammatory Adipokine Profiles in Children on Vegetarian and Omnivorous Diets. Nutrients. 2018 Sep 6;10(9).

Sociedade Vegetariana Brasileira. Alimentação para bebês e crianças vegetarianas até 2 anos de idade: guia alimentar para a família. Departamento de saúde e nutrição, 2018.

Slywitch, E. Tudo o que você precisa saber sobre alimentação vegetariana. Sociedade Vegetariana Brasileira.

Sabaté, J.; Wien, M. Vegetarian diets and childhood obesity prevention. The American Journal of Clinical Nutrition, Volume 91, Issue 5, 1 May 2010, Pages 1525S–1529S, 2010.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, digite seu nome