Dietas plant based: será que podem beneficiar a nossa saúde mental?

0
167
dieta plant based

Na última semana, falamos sobre o importante papel da alimentação nas doenças psiquiátricas, cada vez mais identificadas entre a população neste momento atual. Se você perdeu o artigo ou gostaria de revê-lo, confira clicando aqui.

Hoje, para fecharmos esse mês que é voltado para a prevenção do suicídio e conscientização sobre a saúde mental, conhecido como Setembro Amarelo, vamos discutir especificamente sobre as dietas plant based e a sua influência no bem-estar psicológico. E, mais uma vez, o intestino continua sendo o foco central!

Estudos pré-clínicos têm apontado que a diversidade de bactérias da microbiota intestinal, de fato, percorre um caminho “de baixo para cima”, ou seja promove saúde do intestino para o cérebro.

E é aí que queremos chegar: uma dieta que promova mecanismos anti-inflamatórios e antioxidantes parece ser a chave para beneficiar as pessoas em relação a um equilíbrio mental e funções cognitivas e neurológicas. Dessa forma, sendo a alimentação a base de vegetais rica em fitoquímicos e nutrientes que fazem justamente esse papel, ela certamente deve ser levada em consideração.

Nesse contexto, é importante entender que não basta pensarmos em alimentos de forma isolada, ou seja, simplesmente incluir vegetais em nosso prato de forma aleatória. Os benefícios relacionados à saúde mental parecem estar associados ao padrão de alimentação e a sua complexidade de nutrientes como fibras, gorduras, vitaminas e minerais.

Além disso, grande parte dos estudos aponta que a dieta precisa ser mantida ao longo de muitas semanas e meses para que possa proporcionar mudanças.

Por outro lado, uma das principais perguntas que ainda rondam a mente dos pesquisadores é: os benefícios estariam somente associados ao que o indivíduo consome ou também ao que ele deixa de consumir, como as carnes, por exemplo?

Essa é uma resposta que ainda não temos! Mas o fato é que cada vez mais descobrimos a importância da dieta ser associada à adoção de uma forma diferente de viver, consumir e se comportar, para que possa se transformar verdadeiramente num padrão e, assim, ser possível desfrutar de seus benefícios. Por isso, a medicina do estilo de vida pode contribuir muito para a nossa saúde como um todo.

Referência bibliográfica:

Medawar, E.; Huhn, S.; Villringer, A.; Witte, A. V. The effects of plant-based diets on the body and the brain: a systematic review. Translational Psychiatry, 9:226, 2019.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, digite seu nome