Quais nutrientes são importantes para melhorar a atenção e o aprendizado das crianças?

Artigo feito por nós para o site Alimente o Futuro e todas as mães!

0
39

É na infância que se formam os hábitos alimentares das crianças e que serão estendidos por toda a vida adulta. Além disso, a alimentação saudável desde a infância está relacionada a um crescimento e desenvolvimento ótimos, garantindo assim, todos os nutrientes necessários para cada fase da vida.

Especialmente na infância, a alimentação tem um papel fundamental: melhorar a capacidade de atenção e aprendizado das crianças! Mas como?

Bom, vamos a explicação?

Atividades que envolvem atenção, concentração, memória e assim, estão envolvidas no aprendizado das crianças, necessitam além de uma quantidade de energia adequada, uma quantidade de nutrientes que atendam a demanda dessas funções. Sendo assim, a energia deve ser proveniente principalmente dos seguintes nutrientes, pensando no desenvolvimento da atenção e aprendizado das crianças:

  1. Carboidratos – são os alimentos como pães, massas, cerais e grãos que oferecem a maior quantidade de energia para manter as atividades diárias das crianças, incluindo as relacionadas ao estudo. O consumo insuficiente de carboidratos pode levar a falta de energia, cansaço e falta de atenção, reduzindo o desempenho cognitivo. A dica é sempre dar preferência ao consumir estes alimentos pelas versões integrais, que conferem energia e a saciedade necessárias;
  2. Proteínas – estes nutrientes são encontrados em produtos de origem animal, como os produtos lácteos (leites e derivados) e nas carnes em geral. Também podem ser obtidos a partir de alimentos de origem vegetal, como a lentilha, o feijão, o grão de bico e sementes. Estes nutrientes quando em quantidades inadequadas, podem levar ao comprometimento do crescimento e desencadear reflexos de dificuldade de concentração e aprendizado entre as crianças;
Mas além da quantidade de energia e proteínas adequadas, outros nutrientes podem contribuir para melhorar o desempenho e a aprendizagem das crianças, são eles:
  • Vitaminas do complexo B: quando consumidas em doses adequadas, auxiliam na função cerebral, evitando a fadiga e agindo assim, na melhora do desempenho cognitivo das crianças. Podem ser encontradas em alimentos de origem animal, como as carnes, ovos, leites e derivados, bem como, em cereais integrais e alimentos enriquecidos ou fortificados.
  • Ômega 3: os ácidos graxos ômega 3 atuam em nível cerebral, melhorando a concentração, a memória e o aprendizado em geral. Pesquisadores da Universidade de Oxford, avaliaram 493 crianças britânicas, com idade entre sete e nove anos, identificaram que as crianças que tinham dificuldades em leitura apresentavam baixo índice de Ômega-3; já as crianças que tinham níveis mais elevados de Ômega-3 apresentavam melhores escores na leitura e na memória. As principais fontes alimentares são os peixes de água salgada: o salmão, o atum, o arenque e a sardinha. Suplementos e alimentos fortificados também são importantes para atingir a recomendação diária.

Portanto, é imprescindível que as crianças tenham uma alimentação saudável e equilibrada, com nutrientes específicos e adequados de acordo com as necessidades individuais, para assim, refletir no aprendizado e na sua vida escolar. Como pais, devemos sempre investir no melhor para nossas crianças!

 

 

Referências bibliográficas:

Vannucchi, H.;  Cunha, S. F. de C.  Funções Plenamente Reconhecidas de Nutrientes Vitaminas do Complexo B: Tiamina, Riboflavina, Niacina, Piridoxina, Biotina e Ácido Pantotênico. Força-tarefa Alimentos Fortificados e Suplementos: Comitê de Nutrição, ILSI Brasil, Julho, 2009.

CUNHA, L. F. A importância de uma alimentação adequada na educação infantil. (Monografia) Universidade Tecnológica Federal do Paraná – UTFPR, 2014.

Carvalho, A. P. L. S. Importância da alimentação para melhorias na aprendizagem de crianças em unidades públicas de ensino: revisão integrativa. Revista Somma | Teresina, v.2, n.2, p.74-83, jul./dez. 2016.

Montgomery, P.; Burton, J. R.; Sewell,R. P.; Spreckelsen, T. F.; Richardson, A. J. Low Blood Long Chain Omega-3 Fatty Acids in UK Children Are Associated with Poor Cognitive Performance and Behavior: A Cross-Sectional Analysis from the DOLAB Study. PLoS ONE 8(9), 2013.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, digite seu nome