Dieta Mediterrânea: além dos benefícios cardiovasculares.

O consumo de alimentos como grãos integrais, azeites, oleaginosas, peixes, verduras e legumes, presentes na dieta do mediterrâneo contribuem para a diminuição do risco de fragilidade em idosos.

0
98

O padrão de dieta mediterrânea ganhou status de saudável por ser baseada em grãos integrais, frutas, verduras, legumes, azeite, peixes e oleaginosas, hoje é inclusive estimulada pelo Guia Alimentar Americano por ser plant based diet. O principal benefício a saúde proporcionado por esse tipo de alimentação é em relação à saúde cardiovascular, porque melhora seus principais parâmetros: colesterol LDL e HDL, triglicerídeos, peso, IMC, entre outros.

No entanto, os benefícios desta dieta associados a demais condições de saúde, ainda são pouco estudados. Recentemente, pesquisadores das Universidades de Medicina na Espanha e de Harvard investigaram a associação do padrão de dieta mediterrâneo com menor risco de fragilidade entre mulheres idosas com diabetes. O conceito de fragilidade é definido por perda ou diminuição da função motora e psicossocial, ou seja, perda da autonomia dessas pessoas.

Foram incluídas no estudo 8970 mulheres com idade de 60 anos ou mais, com diabetes tipo 2, oriundas do estudo de coorte “Nurses’ Health Study” e a ocorrência de fragilidade foi medida segundo critérios da escala de fragilidade (Frail) (apresentar 3 ou mais dos 5 critérios: fadiga, baixa resistência aeróbica, baixa capacidade aeróbica, ter mais que 5 doenças, perda de peso maior ou igual a 5% no período).

Os resultados mostraram uma associação inversa entre dieta do mediterrâneo e fragilidade, ou seja, quanto maior a aderência ao estilo de dieta mediterrânea, menor o risco de fragilidade, sugerindo, portanto, que este padrão de dieta pode contribuir para enfrentar os desafios nutricionais de pessoas idosas com diabetes, melhorando a qualidade de vida de uma maneira geral.

Nesse sentido, esse estudo reforça a importância da alimentação saudável e, sobretudo a escolha dos alimentos em relação aos cuidados de saúde, essenciais ao processo de envelhecimento.

Obviamente, essa associação diz respeito à essa pulação específica, no entanto, a dieta do mediterrâneo apresenta benefícios ao longo de toda a vida, tendo inúmeros estudos que comprovam que esse padrão de alimentação é importante à prevenção e promoção da saúde.

 

Referências bibliográficas:

Lopez-Garcia, E.; Hagan, K. A.; Fung, T. T.; Hu, F. B.; Rodriguez-Artalejo. Mediterranean diet and risk of frailty syndrome among women with type 2 diabetes. Am J Clin Nutr 2018;107:763–771.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, digite seu nome